Contagem regressiva

Faltam
3 gols
para o número 200 do Xoxota !

domingo, 22 de março de 2009

Xoxota goleia no clássico e se aproxima da liderança do grupo B

Ocorreu neste domigo 22 de março o que muitos consideravam o principal jogo da primeira fase do CSAPÃO "Apertura" 2009, o clássico Xoxoxitas.
A partida valeu a liderança do grupo B, uma vez que ambos os times somavam o mesmo número de pontos após duas rodadas de campeonato. Em quadra, o Xoxota enfrentaria pela primeira vez em jogos oficias o plantel completo do Xxiitas, cujos jogadores apresentavam como justificativa para as duas derrotas sofridas no último torneio a ausência do fixo Baca. Por sua vez, o agora entitulado "Tricolor Mouro" (embora ainda não possua uniforme oficial) buscaria derrubar o tabu de nunca ter vencido o Xoxota em jogos oficias e se recuperar das, até então, duas goleadas sofridas.

O jogo

Como era de se esperar, a disputa começou equilibrada. O Xoxota, ciente da fragilidade da defesa moura, buscou se resguardar em seu campo defensivo e explorar os contra-ataques rápidos. E o salmão endiabrado abriu o marcador em lance de perseverança e oportunismo do craque Steavy. Após lançamento do arqueiro Galvão, o goleiro adversário não conseguiu segurar a bola com firmeza, e no rebote o camisa 10 rosa-negro antecipou e marcou de cabeça. A equipe do XXII CSAP sentiu o golpe, e não conseguiu se recuperar. Ainda no primeiro tempo o Xoxota abriria 4 tentos de vantagem sobre oponente, com dois gols de Guilherme e uma pintura do artilheiro rosa De Azul.

No intervalo, os xoxoteiros buscaram conversar e manter a animação para o segundo tempo. Os adversários, cabisbaixos, voltaram-se para Meca e oraram pedindo ajuda à Alá.

O segundo tempo veio apenas confirmar a superiodade do Xoxota durante todo o certame. De Azul, em mais um de seus gols "impossíveis", deu o golpe fatal nos Xxitas, acabando com qualquer esperança de virada. O placar seria selado com gol do capitão Diogo, em contra-ataque rápido. Coube então ao salmão apenas administrar a partida, frente aos adversários já moribundos.

Destaque para a volta do guarda-redes Galvão, em sua costumeira ressaca, com defesas arrojadas em momentos importantes da partida. Pela segunda vez invicto contra os XXII Csapianos, conseguiu barrar o artilheiro do campeonato Rafael, que após marcar 13 gols em duas partidas, deixou a quadra incrédulo com a derrota de seu time.

Nem a promessa do profeta Maomé de dar 7 virgens ao jogadores mouros quando adentrassem o paraíso foi suficiente para que seus seguidores conseguissem superar o Salmão Endiabrado.

Xoxota 6 X 0 XXiitas
Xoxota: Galvão, Steavy (1), Diogo (1), De Azul (2), Guilherme (2), Chan, Diego.

Xiitas treme o bumbum, treme treme treme!
Xiitas treme o bumbum, treme treme treme!
Xiitas treme o bumbum, treme treme treme!
Xiitas treme o bumbum, treme treme treme!
Xiitas treme o bumbum, treme treme treme!
Xiitas treme o bumbum, treme treme treme!

2 comentários:

  1. trem bom eh coisa boa!
    totalmente excelente a resenha!
    hahaha

    ResponderExcluir
  2. Vai que vai... Agora Xoxoteiros blogueiros...

    ResponderExcluir

Colaboradores